Outros Negócios

Visite também

Busca Avançada

Infantil e Juvenil

Literatura Juvenil

OS LUSÍADAS

Autor
LUÍS DE CAMÕES

1ª Edição (2010)

  • Livro recomendado para:
    - Ensino Fundamental / 6º - 9º Ano
    - Ensino Médio
    - Pré-Vestibular
Formatos Disponíveis Código do Produto Preço sugerido  
LIVRO IMPRESSO
320 páginas
ISBN: 9788502094901 R$ 29,00 Comprar
LIVRO DIGITAL
ISBN: 9788502104266 R$ 17,90 ebook



Marco do Classicismo português, a obra-prima de Luís de Camões foi publicada pela primeira vez em 1572. Considerado um dos maiores poetas da história da literatura universal, Camões teve o mérito de refletir, nos versos do que se pode chamar epopeia moderna, a mentalidade da nação portuguesa e de sua época.



 



Hotsite da coleção Clássicos Saraiva




LUÍS DE CAMÕES

A vida de Luís Vaz de Camões está envolta em lendas. Não se tem certeza de todos os dados, sendo muitos deles baseados em suposições. Nascido (possivelmente em 1524) de uma família da pequena nobreza,  Camões recebeu uma educação esmerada, tendo provavelmente cursado Humanidades em Coimbra. Quando jovem, frequentou círculos aristocráticos e a boêmia literária de Lisboa. Entretanto, optou pela carreira das armas e combateu no Marrocos, onde perdeu um olho em combate. Embarcou para a Índia em 1552. No Oriente, viveu um período acidentado. Esteve em Goa, no Golfo Pérsico, em Ternate e em Macau. Já na viagem de volta, naufragou na costa da Conchinchina (no Vietnã). No naufrágio teria perecido sua companheira chinesa. Consta que Luís de Camões fugiu a nado, salvando os manuscritos do que seria sua obra maior,<em> Os Lusíadas</em>. Nesta mesma obra o poeta narrou o episódio do naufrágio no canto X. Em 1567, depois de anos no Oriente e em dificuldades econômicas, aceitou a oferta de um emprego em Moçambique, feita por um amigo que lhe pagou as passagens. Dois anos depois, retornou a Lisboa. Trazendo os manuscritos de <em>Os Lusíadas</em>, procurou um editor para a obra, que foi publicada em 1572. O escritor chegou a conseguir uma pensão concedida pelo rei de Portugal, D. Sebastião, a quem a obra é dedicada. A quantia, porém, era muito modesta. Apesar da fama e do prestígio como poeta, seus últimos anos foram de miséria. Morreu vitimado pela peste negra em 1580.

SUMÁRIO

 

Os Lusíadas

 

Canto Primeiro  9

Canto Segundo  36

Canto Terceiro  65

Canto Quarto  101

Canto Quinto  128

Canto Sexto  154

Canto Sétimo  179

Canto Oitavo  201

Canto Nono  226

Canto Décimo  250

 

DIÁRIOS DE UM CLÁSSICO  291

CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA  307

ENTREVISTA IMAGINÁRIA  315

www.editorasaraiva.com.br

© Saraiva S/A - Livreiros Editores

Voltar ao topo
Imprimir selecionados