Visite também

Busca Avançada

Direito

Profissionais

PSICOLOGIA NA PRÁTICA JURÍDICA - A CRIANÇA EM FOCO

Autor
BEATRICE MARINHO PAULO

2ª Edição (2012)

  • Livro recomendado para Superior
Formatos Disponíveis Código do Produto Preço sugerido  
LIVRO IMPRESSO
384 páginas
ISBN: 9788502175891 R$ 73,10 Comprar
LIVRO DIGITAL
ISBN: 9788502175914 R$ 51,17 ebook

Esta obra coletiva parte do pressuposto de que a família não deve ser definida segundo critérios biológicos ou hierárquicos. Seu núcleo duro deve ser antes formado pelo conceito de afetividade. Nesse sentido, a criança deixa de ser mera subordinada ao poder parental ou filho/a em sentido estritamente genético para figurar como parte de vínculos emocionais e identitários. É também como sujeito de direito – com capacidade de fala, voz e de escolha – que a criança deve ser vista pelo direito. A mudança de perspectiva exige articulação forte entre Direito e Psicologia.

BEATRICE MARINHO PAULO

Beatrice Marinho Paulo é professora de Psicologia Aplicada ao Direito da Universidade Estácio de Sá. Psicóloga-Perita do Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE) e Assessora da Coordenadoria de Integração e Articulação Institucional do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP/RJ).

AGRADECIMENTOS, 7

PREFÁCIO, 13

APRESENTAÇÃO, 15

CONFLITOS FAMILIARES: CONSTRUINDO UM OLHAR

INTERDISCIPLINAR, 19

A imprescindível atuação interdisciplinar para uma justiça de família,

infância e juventude mais efetiva, 21

(Rosana Barbosa Cipriano Simão)

Família: uma relação socioafetiva, 48

(Beatrice Marinho Paulo)

Alienação Parental: a mais grave forma

de abuso emocional, 60

(Mônica Jardim Rocha)

DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR, 71

O direito à convivência familiar e o laudo da equipe técnica: considerações

essenciais, 73

(Sávio Renato Bittencourt)

Acolhimento institucional de crianças e suas consequências, 84

(Patrícia Acácio Ramos)

Famílias de crianças e adolescentes no âmbito da justiça: a

intersetorialidade como caminho, 95

(Cristiane Diniz de Menezes)

Impasses na adoção: o que nos ensinam sobre a filiação?, 114

(Ana Beatriz Rocha Bernat)

O mito da família biológica, a homofobia e outros preconceitos que afetam

o direito da criança e do adolescente à convivência familiar, 124

(Beatrice Marinho Paulo e Junia de Vilhena)

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A CONSTRUÇÃO

DE UM TRABALHO INTERDISCIPLINAR, 159

Olhando a criança, 161

(Sueli Nery Meireles)

Bullying – violência entre pares no contexto escolar, 167

(Daniela de Oliveira Kimus Dias)

O outro lado da moeda. Um olhar de quem acompanha, 176

(Gabriela Maria Guimarães Pinheiro)

A importância da escuta do psicólogo no sistema judiciário como forma

preventiva contra a depressão infantil, 184

(Eládia Aparecida Bello Gonsalves)

Produção de novos saberes no encontro entre Psicologia, Justiça e

Educação, 191

(Gabriela Salomão Alves Pinho e Helen Barbosa Alves Ribeiro)

QUESTÕES ÉTICAS E JURÍDICAS SOBRE O TRABALHO

DO PSICÓLOGO EM CONTEXTO JUDICIAL, 203

Contribuições da Psicologia e considerações sobre o papel ético-político do

psicólogo na efetivação de direitos de crianças e adolescentes, 205

(Desirée Machado Teixeira)

Algumas (breves) questões sobre o laudo psicológico e sua

utilização judicial, 215

(Décio Alonso Gomes)

O DIAGNÓSTICO DA VIOLÊNCIA, 227

Abuso sexual ou alienação parental: o difícil diagnóstico, 229

(Patrícia Pimentel de Oliveira Chambers Ramos)

Investigações de crimes sexuais contra crianças e adolescentes: a produção

da prova, 245

(Ana Lúcia da Silva Melo)

Psicologia investigativa nos casos de suspeita de abuso sexual, 260

(Antonio de Pádua Serafim e Fabiana Saffi)

Pequenas vítimas: o desafio, 273

(Emerson Brandt)

Entrevistando crianças supostamente vítimas de abuso sexual, à luz da

Gestalt-Terapia, 291

(Gilberto Fernandes da Silva)

A PARTICIPAÇÃO DO PSICÓLOGO NO MOMENTO

DA INQUIRIÇÃO, 305

Os três macacos, 307

(Cristiana de Faria Cordeiro)

A produção de provas pessoais por crianças e adolescentes: uma questão

interdisciplinar, 312

(Wânia Cláudia Gomes Di Lorenzo Lima)

O depoimento especial de crianças/adolescentes vítimas de violência: um

encontro entre os direitos humanos, o saber jurídico e a ciência psicológica, 334

(Betina Tabajaski)

Nadando contra a corrente: um outro olhar sobre a participação de

psicólogos na inquirição de crianças, 349

(Beatrice Marinho Paulo)

DEPOIMENTOS, 369

Sentimentos de mãe, 371

(S.C.C.)

Apoio de pai, 377

(M.B.S.)

A importância do apoio dos meus pais e dos psicólogos em minha vida, 381

(A.C.C.S.)

www.editorasaraiva.com.br

© Saraiva S/A - Livreiros Editores

Voltar ao topo
Imprimir selecionados